Você tem 1.500 reais para ajudar o Guarani?


Mingone (à direita) cobra o torcedor que banque sua gestão.

Amigo bugrino, ontem, na apresentação de jogadores, o presidente Mingone foi questionado quanto ao progresso da abertura recente de 2.000 títulos patrimoniais para venda a novos associados, como iniciativa de adquirir mais receita para nosso endividado clube.

Para informação, um título patrimonial familiar custa 1.500 reais e a taxa de manutenção é de 115 reais mensais. Para títulos individuais, o título custa 900 reais e a manutenção 70 reais mensais . Em ambos casos, o sócio tem direito a voto a partir de um ano de participação.

A resposta de Mingone foi assim: 

“Foram vendidos apenas 24 títulos, onde estão os bugrinos que falavam em comprar um título? Acho impressionante, muita gente fala, fala, fala… Mas cadê estes na hora de ajudar e comprar um título?”

“Impressionante”?

Com esta pérola, Mingone lança mais uma vez o velho apelo à “bugrinidade verdadeira”, questionando quem não pode (e alguns que não querem) contribuir com os moldes desta liderança fraca e pouco transparente do Guarani. Assim, Mingone foge e inverte  responsabilidades sobre o Guarani: a Diretoria deve viabilizar o clube com transparência e a torcida deve apoiar por confiar no clube. Este pacto há tempos não é cultivado pela liderança do Bugre. Mingone nem tem crédito para cobrar o torcedor: ele representa a continuidade do deposto Leonel e é também foco de denúncias sérias (documentadas) e não investigadas sobre sua fracassada gestão nas categorias de base do Guarani.

“Desafios” lançados por líderes fracos do Guarani já houve vários. A última vez não vai longe (pelo diretor financeiro deposto Jurandir): 15.000 contra o Sport, arrecadação em conta corrente, nota fiscal paulista, etc.

Não, sr. Mingone, não vou por esta grana no seu Guarani e não sou “menos bugrino” por isso. Eu compro ingresso, camisetas e produtos do Guarani e sofro em ver meu time jogando mal por falta de administração profissional e transparente.

E você, amigo bugrino? Vai empenhar sua grana suada no projeto de Mingone? Se não for, você se acha “menos bugrino” por isso?

Anúncios

About ftronc

42 anos. Pai. Marido. Bugrino. Meu time é o único Campeão Brasileiro do Interior.

Posted on 03/01/2012, in Guarani, Política. Bookmark the permalink. 2 comentários.

  1. Antonio Carlos

    Concordo com Vc … nem tudo foi explicado até agora e estou teneroso no que há de vir no futuro.

    Sou Bugrino de Coração … faça sol ou chuva estou no campo torcendo pelo meu Bugre.

    Como no nosso hino:” … na Vitória ou na Derrota … hoje e sempre Guarani !!!”

    Antonio Carlos

    • Isso mesmo, Antonio Carlos, somos bugrinos da melhor qualidade! E verdadeiros!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: